quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Hoje tentei escrever no Sonhos, em vão, perdi-lhe o jeito completamente...
Com muita pena minha, ainda o acalentava e me alimentava de certa maneira mas já não sei rimar com sentimento mais, não da mesma forma. Quando se quebra tudo, não há mais nada a fazer, termina-se e pronto, eu que nunca fui de desistir de nada, mas a vida ou o ser humano nem sempre é como esperamos. Assim será o meu Sonhos, uma parte minha que morrerá hoje, assim como o Pensamentos.

Agradeço a cada um que aqui passou, leu, comentou, o tempo que aqui passou e deixo o meu beijo endiabrado e sentido obrigada,.

3 comentários:

izzie disse...

Sempre com saudades tuas, deixo-te o maior dos beijinhos e força, muita força para os teus amores!

Beijinho,

Antonio Saramago disse...

OH Rapariga,tenho de ir ao Algarve dar-te uns açoites?
Vamos lá a ver vamos!

antonio - o implume disse...

Matemo-nos de morte rápida, as agonias são inestéticas...