quinta-feira, 4 de junho de 2009




Se há coisa que nunca tive o hábito de fazer, foi o de pedir a Deus isto ou aquilo. Claro que meia volta não me saem frases do tipo "mas porquê a mim?", mas nada de grave.Cada um tem a sua maneira de ver as coisas, sentir a fé ou a falta dela, e cada um tem direito a pensar da maneira que acha correcta. Apesar de achar que não é por se ir à igreja religiosamente ao Domingo que se é mais crente ou se garante o seu lugarzinho lá em cima,mas cada um é como é.


Nunca gostei de pedir remédios para males que o Homem provoca,e sempre que lhe pedi algo não foi para mim mas sim para os meus. Mas estes ultimos dias tenho pedido algo sim,não para mim mas para alguém...


Alguém que carrega no ventre uma vida em formação,a quem tratamos por Ginger,já que a mamã é inglesa e não quer saber o sexo do bebé,e como ginger é ruivo ou cenourinha,é assim que nos referimos ao rebento. Desde que a Michelle ficou grávida que tem sido o máximo ver a barriguinha crescer,relatar histórias que a deixam de cabelos em pé,eh eh, ver manuais da Chicco e Ovo Estrelado,o rol de coisas normais entre mulheres.

A semana passada lá foi ela à ecografia dos 6 mesitos toda contente,e esperámos ansiosamente que chegasse com as "fotos" do Ginger, e assim que entrou no escritório já a nina estava pronta para o interrogatório quando a vejo de lágrimas nos olhos...Uns olhinhos azuis carregados de tristeza,duvida e preocupação. Tinham detectado uma deficiência no batimento cardíaco do Ginger,lento e espaçado,precisamente o contrário ao esperado. Nem sabia o que fazer,apenas a abraçei e ouvi soluçar no meu ombro até se acalmar, e depois toca de ir ao pc pesquisar na internet e confesso que o prognóstico não era dos melhores para não dizer dos piores... Liguei logo a alguém entendido na matéria que me deu outro ainda bem pior,em linguagem menos médica,sorte que ela não fala practicamente português! Se fosse confirmado,o bebé acabaria por morrer ante de nascer,ou caso sobrevivesse poderia vir a ter sequelas gravíssimas pela falta de oxigenação no cérebro. Fechei-me em copas como é óbvio.Ficaram de marcar um exame complementar urgente que ainda está à espera dele,e tentámos de todas as maneiras acalmá-la. Hoje mesmo não tendo feito o exame,teve outra consulta pré-natal,onde a médica iria ouvir o batimento cardíaco.

Aqui a Je esteve o dia inteiro de coração nas mãos,imagino ela então,a pedir a Deus para que fosse apenas algum engano,que chegasse a hora da consulta dela e ao mesmo tempo a desejar que não fosse... Enquanto não me mandou sms a relatar como tinha corrido a consulta não a larguei nem descansei,mas disse-me que tinha corrido muito bem,que o coração do Ginger estava a bater normalmente! Respirei de alívio mas não totalmente,ainda falta o exame complementar que esse sim,vai revelar ao certo se existe algo de errado com ele ou não. Ainda não foi marcado,e até lá vou continuar a pedir a Deus que não permita esse sofrimento,nem para ele,nem para ela nem para o papá babado. É algo que está fora do nosso alcançe,mas ao Dele...

É daquelas coisas que a mãe Natureza, sobre a qual não temos controle,domina. Espero que as minha preces,bem como as dela sejam ouvidas...


10 comentários:

Milésimo disse...

Espero sinceramente que tudo não passe de um engano.
Mesmo antes de nascer, a Mãe e o Pai sentem já um amor profundo pela barriguinha, pelo bebé.
Depois há aqueles que fazem o quartinho, compram as roupas e brinquedos e aguardam ansiosamente pela sua chegada. Se o perderem será uma dor enorme...
Força Ginger.

Bjs

izzie disse...

O Milésimo disse tudo...
Força à mãe, ao bebé e a ti que também estás a viver a situação...

Um beijo grande e cheio de esperança pelo melhor,

DANTE disse...

:( desejo sinceramente a melhor das sortes para ambos , espero que tudo corra pelo melhor.

Beijo :)

korrosiva disse...

Que o bebe nasça perfeitinho e cheio de saude!
Há que pensar positivo :)

beijinhosss

Lita disse...

Que corra tudo pelo melhor. Muita luz para eles...

Intruso disse...

colocas bem a questão. é uma questão de tentar outra vez. Os humanos é que racionalizam demasiado e depois vêm os traumas...

bjs

Å®t Øf £övë disse...

Um relato emocionante, e que acontece algumas vezes, e em que nos percebemos a crueldade deste mundo e da vida. Espero e desejo que tudo corra pelo melhor. Fico junto a ti a torcer por eles.
Bom fds.
Bjs.

Antonio saramago disse...

Ora vês como afinal há sempre hora,um momento em que nos agarramos a DEUS.

KOTTA disse...

Revejo-me nessa amiga, espero que corra tudo pelo melhor.para ter fé não é preciso ir à igreja.Vai tudo correr bem. Bjo

zafnathpanea disse...

sou testemunha de um milagre de saúde ENORME... e bem real!

só espero que o facto de nunca mais teres escrito aqui o desfecho desse caso, não seja mau sinal...

bjs