quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Pensamentos...

... A horas tardias...



Com o coração pesado e apertado, faço ou tento fazer, a minha restrospectiva do dia, mas confesso que não me apetece hoje. Apetece-me apenas deixar os pensamentos fuir, apenas e só.

Desordenados, completamente dispersos e deambulantes, uns levam-me a cumes dignos de registos em livros escritos a letras douradas, outros a casulos que nem para mim mesma ouso revelar ou sequer abrir, já lá estive, já os senti, já os vivi... deixei de o fazer, e porque será que esta frase na língua que falo o dia inteiro tem um significado bem diferente e mais forte?

De lágrima que ninguém vê, não as permito, sigo em frente, mas a questão que se põe é... para onde? Adoptei uma "imagem" que me atribuiram de "Anastacia" e entendo bem o seu porquê, não discordo dela, não que seja uma máscara mas mais uma defesa, mas há dias em que me apetece apenas chorar.... como fazia em menina, num cantinho da sala, por detrás de um sofá, e assim ficava, ou quando esperava de forma agonizante para poder desligar tudo, pôr os phones de aviador, ouvir o cidade by night, e adormecer assim...

Nestes momentos solitários remonto-me a esse tempo e mesmo assim, tenho alturas em que os preferia. Penso para mim mesma o quão egoísta sou, defeito que critico acima de todos os outros, e dou comigo a incorrer nele... Mas nunca disse que era perfeita. O fardo começa a pesar demais... demais... E a solidão também...

2 comentários:

izzie disse...

Força... :)

Beijinho,

antonio - o implume disse...

Sempre acompanhados da nossa culpa.